Governo autoriza regresso do ténis ao ar livre a 4 de maio

Já não é só uma “luz ao fundo do túnel”, mas sim uma realidade: o plano de desconfinamento anunciado pelo governo português esta quinta-feira contempla o regresso aos courts a partir do dia 4 de maio, segunda-feira. Não só aos de ténis, mas também aos de padel.

No Palácio da Ajuda, após o Conselho de Ministros, o primeiro-ministro António Costa explicou que “a partir da próxima segunda-feira deixará de haver limitações à prática de desportos ao ar livre fora de competições, com a exclusão de utilização de balneários e piscinas”.

A substituição do estado de emergência pela declaração de calamidade permite o regresso do ténis nas variantes de singulares, pares e treinos até quatro praticantes mais um treinador, confirmou ao Raquetc a Federação Portuguesa de Ténis.

Para além do ténis, também poderão ser retomados os restantes desportos individuais que sejam praticados ao ar livre, como o padel, mas também o surf ou o golfe — desde que respeitadas todas as recomendações de segurança.

A decisão tomada esta quinta-feira pelo Governo corresponde à fase 2 do Plano de Retoma de Atividade anunciado pela Federação Portuguesa de Ténis, que contempla a abertura parcial dos courts dos clubes para a prática e treino de singulares; a 22 de abril já ter sido autorizada a abertura dos courts para os 41 jogadores com estatuto de alto rendimento.

Última atualização às 19h42 de dia 1 de maio.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."