Caroline Wozniacki alcança o melhor resultado dos últimos 5 anos em Melbourne e tem o quadro “aberto”

Caroline Wozniacki

Depois da final em Auckland, Caroline Wozniacki já está na quarta ronda do Australian Open. A dinamarquesa derrotou Kiki Bertens, por 6-4 e 6-3, e assim alcança uma etapa a que já não chegava desde o ano de 2013.

De novo a praticar o seu melhor ténis, a jogadora de 27 anos esteve no controlo do encontro durante praticamente toda a partida, tendo perdido a concentração por apenas uma vez. Foi já na reta final do primeiro set, quando permitiu que a holandesa recuperasse o break, mas não perdeu tempo e devolveu imediatamente a quebra (e em branco) para se adiantar no marcador.

Depois, foi uma questão de tempo até seguir em frente: cada vez mais confiante, Caroline Wozniacki fez uso da sua resistência para devolver quase todas as bolas batidas por Bertens e aproveitar a cada vez mais notória queda de ritmo da número 32 do mundo para, com break atrás de break, fazer a diferença no segundo parcial.

E assim, ao fim de apenas 85 minutos de jogo, a número 2 mundial garantiu o regresso à quarta ronda do Grand Slam australiano. Está na segunda ronda, a que não chegava desde o ano de 2013, e tem o quadro cada vez mais aberto: a próxima adversária será a a eslovaca Magdalena Rybarikova e foram muitas as favoritas a já ter caído não só na sua, mas também na outra metade do quadro.

Exemplos disso mesmo são duas das atuais detentoras de torneios do Grand Slam: Garbiñe Muguruza, a campeã em título de Wimbledon, perdeu na quinta-feira e já esta sexta-feira foi a vez da campeã de Roland Garros, a letã Jelena Ostapenko, ficar pelo caminho. Mas há, ainda assim, que ter atenção a Elina Svitolina e às restantes jogadoras. Porque como disse Alex Corretja numa entrevista de antevisão do Australian Open ao RAQUETC“está tudo muito, muito aberto. Não consigo dizer quem vai ganhar.”

Total
1
Shares
Total
1
Share