Roger Federer sobre o duelo com Tomas Berdych: “Estou ansioso. Ele parece estar em boa forma”

Berdych Federer
Roger Federer venceu 19 dos 25 confrontos com Tomas Berdych

Quatro jogos, quatro vitórias e zero sets concedidos. Assim se resume o passeio de Roger Federer pelos principais courts do complexo desportivo de Melbourne Park até ao momento. Na madrugada passada, o campeão levou de vencida o húngaro Marton Fucsovic (80º), consolidando-se assim na rota rumo à defesa do titulo.

Após o último encontro, ainda na habitual entrevista prestada no court, o suiço aproveitou a ocasião para tecer elogios ao seu adversário. Destacou a sua resiliência e variedade de jogo, que segundo o próprio se revelou bastante complicada de decifrar, sentindo-se apenas confortável no terceiro set, já com o jogo na mão.

De seguida, na conferência de imprensa, completou a sua análise. “Eu treinei com ele durante alguns dias na Suiça. Isso ajudou no sentido de conhecer as sua forças e fraquezas. Não me era completamente desconhecido como provavelmente algumas pessoas pensaram. Mas ainda assim, já foi há algum tempo, não vi os seus jogos aqui ou na TV, por isso não me lembrava assim tão bem como ele jogava”, começou por explicar antes de rematar, “aguentou comigo durante muito tempo, acabou por ser um bom jogo”.

Na ronda seguinte encontra em Tomas Berdych um velho conhecido com quem já partilhou o court por 25 ocasiões (venceu 19), sendo que uma das mais recentes teve lugar na edição transata do Australian Open.

“[No ano passado] Só me lembro de olhar para o sorteio e pensar no quão horrível é. Mas não tinha muita importância porque queria apenas regressar a casa livre de lesões. Lembro-me mais do jogo em Miami, meses depois, onde salvei um par de match points. Comecei bem, depois perdi-me um pouco e acabei por ganhar quando se calhar devia ter perdido. Ás vezes tem-se sorte”, recordou.

Em relação ao reencontro na próxima ronda, o campeoníssimo acrescenta: “Estou ansioso por voltar a jogar contra ele. Parece em boa forma e fico satisfeito por ele ter ultrapassado os problemas nas costas que teve no final do ano passado”.

Recorde-se que o checo também já se pronunciou sobre o encontro, que se adivinha como principal cabeça de cartaz na programação do torneio para a madrugada de quarta-feira para quinta-feira.

Total
3
Shares
Total
3
Share