Gonçalo Oliveira vence batalha de 3h20 no Maia Open II

Sara Falcão/FPT

MAIAGonçalo Oliveira (número 282 do ranking ATP) carimbou a primeira vitória portuguesa no quadro principal de singulares do Maia Open II ao derrotar Gerard Melzer (292.º) por 4-6, 6-4 e 7-6(3) depois de 3h20.

No segundo confronto da história entre ambos, o português de 26 anos conseguiu equilibrar o frente-a-frente graças a uma vitória suada: ao longo das 3h20 de duelo verificaram-se 19 pontos de break, com cada jogador a converter quatro, e jogaram-se 224 pontos, sendo que Gonçalo Oliveira venceu 115 e Gerard Melzer sorriu nos restantes 109.

13 desses pontos de break foram discutidos no primeiro parcial, o mais instável de todos, em que o jogador da casa esteve na frente durante grande parte do tempo, mas uma reta final menos forte no capítulo do serviço o deixou em desvantagem.

Num contraste total com a primeira partida, a segunda foi feita de jogos significativamente mais curtos e só ao nono se verificou um ponto de break, com Oliveira a levar a melhor no serviço de Melzer graças a uma direita ao longo da linha. No jogo seguinte o tenista portuense ainda teve de enfrentar um ponto de break, mas salvou-o numa longa troca de bolas e depois igualou o encontro com uma subida à rede após o primeiro serviço.

No parcial de todas as decisões, o irmão mais novo de Jurgen Melzer recuperou fôlego, voltou a pressionar o serviço de Oliveira e conseguiu partir para a liderança. Mas uma resposta ao corpo ajudou o português a fazer o contra-break e a a partir daí a igualdade manteve-se (sempre com jogos curtos) até ao tie-break final, onde a frescura física e psicológica de Gonçalo Oliveira fez a diferença.

Na segunda eliminatória, o tenista português, que defende o estatuto de oitavo cabeça de série, vai medir forças com Sebastian Fanselow. O alemão, 365.º classificado do ranking e residente em Portugal há cerca de um ano e meio, derrotou Fábio Coelho em três sets.

Última atualização às 15h48.


Total
48
Shares
Total
48
Share