Fábio Coelho fica perto da primeira vitória em torneios Challenger

Sara Falcão/FPT

MAIA – A competir pela segunda vez num quadro principal no ATP Challenger Tour, fruto de um convite da organização, Fábio Coelho (1009 ATP) não andou longe do primeiro triunfo na categoria, mas acabou por perder frente ao alemão Sebastian Fanselow (365.º) por 6-3, 3-6 e 6-3.

Depois do Maia Open em 2019 (na altura entrou diretamente na segunda ronda como lucky loser), Coelho voltou a competir no circuito intermédio profissional, novamente em ‘casa’, visto que apesar de ser de Oliveira de Azeméis, o português de 21 anos treina no Complexo Municipal de Ténis da Maia.

Depois um primeiro set muito equilibrado, sem oportunidades de break até ao oitavo jogo, um jogo de serviço para esquecer de Fábio Coelho, com quatro erros não forçados, deitou tudo a perder. No entanto, a já conhecida capacidade do oliveirense apareceu e com vários variações de ritmo – slices de esquerda e amorties sobretudo – Coelho levou a decisão para um terceiro e decidido set, sobrevivendo a um quinto jogo onde resgatou cinco break points.

Acabou por ser um parcial final muito marcado pelo começo, quando o germânico de 29 anos, que reside em Portugal e já ganhou três ITF por cá, um deles em Portimão este ano, se adiantou a 5-0, subindo os níveis de agressividade. O português ainda reagiu e obrigou Fanselow a servir a 5-3, carimbando o acesso à segunda ronda do torneio e a terceira vitória em 2021 sobre Coelho.

Na próxima fase, Sebastian Fanselow pode encarar outro tenista nacional, caso Gonçalo Oliveira ultrapasse o austríaco Gerald Melzer.


Total
2
Shares
Total
2
Share