Maia Open 2021: dois torneios, comitiva portuguesa em força, pontos e acessos

Beatriz Ruivo/FPT

Um ano depois, o ATP Challenger Tour está de volta à cidade da Maia e desta vez em dose dupla, com a realização de dois torneios da categoria 80: o Maia Open I acontece entre 5 e 12 de dezembro e o Maia Open II joga-se entre 12 e 19 de dezembro. Pelo Complexo Municipal de Ténis da Maia vão passar muitos tenistas portugueses e, claro, várias caras conhecidas do circuito profissional. Todos com o mesmo objetivo: suceder ao campeão em título Pedro Sousa e fechar a longa época de 2021 a vencer.

Superfície: terra batida indoor
Bolas: Wilson Roland-Garros Clay

Leituras relacionadas:

Quem joga?

Gastão Elias (222.º classificado no ranking ATP) é o melhor colocado da comitiva lusa, seguido de João Domingues (248.º) e da estrela da casa, Nuno Borges (253.º). Os três são, respetivamente, terceiro, quarto e quinto cabeças de série, só superados pelo eslovaco Andrej Martin (121.º) e pelo belga Kimmer Coppejans (205.º).

Ao trio luso que figura entre os pré-designados juntam-se ainda Gonçalo Oliveira (282.º), que também teve entrada direta no quadro principal, e os wild cards Tiago Cação (507.º), Pedro Araújo (723.º) e Duarte Vale (744.º).

No qualifying irão a jogo outros nove jogadores portugueses: Luís Faria (794.º) e Francisco Cabral (951.º) estão entre os cabeças de série — sétimo e oitavo, respetivamente — e Fábio Coelho (981.º) e Gonçalo Falcão (1.406.º) também tiveram entrada direta no qualifying, enquanto Jaime Faria (1849.º) e Miguel Gomes (sem classificação de singulares) entraram como alternates. Tiago Silva, Henrique Petiz e Francisco Rocha (2090.º) receberam os convites disponíveis, assegurando assim as respetivas estreias no ATP Challenger Tour.

Já na variante de pares serão nada mais, nada menos do que 13 os tenistas lusos em ação: Gonçalo Oliveira defende o estatuto de primeiro cabeça de série ao lado de Andrej Martin, enquanto do lado oposto do quadro Nuno Borges e Francisco Cabral têm a seu cargo o estatuto de segundos favoritos. Completam a grelha as duplas formadas por Miguel Gomes/Francisco Rocha, Gonçalo Falcão/Duarte Vale, Tiago Cação/Fábio Coelho, Henrique Petiz/Tiago Silva e Jaime Faria/Luís Faria.

Pontos

1R Q 2R Q Q 1R 2R QF SF F 🏆
0 2 4 7 15 29 48 80

Prize-money

1R Q 2R Q 1R 2R QF SF F 🏆
115€ 225€ 450€ 730€ 1.260€ 2.160€ 3.650€ 6.190€

O acesso

Devido à situação pandémica e às restrições que entraram em vigor a 1 de dezembro, a lotação do Maia Open estará limitada a 1.000 espetadores. Para aceder ao Complexo Municipal de Ténis da Maia é necessário apresentar certificado digital de vacinação, de recuperação ou de teste negativo realizado nas 48 horas anteriores.

Programa

  • Domingo: 8 encontros do qualifying
  • Segunda-feira: 4 encontros do qualifying, 8 encontros de singulares (1R)
  • Terça-feira: 8 encontros de singulares (1R), 4 encontros de pares (1R)
  • Quarta-feira: 4 encontros de singulares (2R), 4 encontros de pares (1R)
  • Quinta-feira: 4 encontros de singulares (2R), 4 encontros de pares (QF)
  • Sexta-feira: 4 encontros de singulares (QF), 2 encontros de pares (SF)
  • Sábado: 2 encontros de singulares (SF), 1 encontro de pares (F)
  • Domingo: 1 encontro de singulares (F)

Transmissões

Todos os encontros do Maia Open serão transmitidos em direto na ATP Challenger TV. Como é habitual, o Raquetc fará a partilha individual de todos os duelos com portugueses envolvidos.

A partir de quarta-feira também será possível acompanhar a ação através dos canais Sport TV.


Total
22
Shares
Total
22
Share