Medvedev confirma favoritismo e alcança quinta final em Masters 1000

Sem necessidade de puxar pelo fôlego ou de fazer horas extra, Daniil Medvedev desenvencilhou-se de um John Isner a meio gás em apenas 56 minutos e derrotou-o por 6-2 e 6-2 para se juntar a outro norte-americano, Reilly Opelka, na final do ATP Masters 1000 de Toronto, no Canadá.

Dois anos depois de se ter estreado em decisões desta dimensão com uma campanha soberba em Montreal, o russo de 25 anos confirmou o favoritismo (é o primeiro cabeça de série fruto da ausência de Novak Djokovic) e aproveitou as limitações físicas para superar o norte-americano, claramente condicionado pelo excesso de encontros nos últimos dias — chegou ao Canadá com um título (o sexto da carreira) no ATP 250 de Atlanta.

masterclass da madrugada deste domingo, sessão noturna em Toronto, permitiu a Medvedev qualificar-se pela quinta vez na carreira para a final de um ATP Masters 1000. O moscovita perdeu a primeria, também no Canadá 2019 para Rafael Nadal, e venceu as seguintes, em Cincinnati e Xangai 2019 e em Paris 2020, e será o grande favorito para a final deste domingo frente ao surpreendente Reilly Opelka, que já não é só o “gigante” de 2,11 metros, mas também o finalista de um ATP Masters 1000.


Total
2
Shares
Total
2
Share