Jovens Auger-Aliassime e Sinner derrotados no regresso do ténis ao Canadá

728 dias depois, o ténis internacional ao mais alto nível regressou a terras canadianas com a edição de 2021 do ATP Masters 1000 e WTA 1000 que anualmente alterna os quadros principais masculino e feminino entre as cidades de Montreal e Toronto, onde esta quarta-feira caiu um dos grandes favoritos do público: no regresso a casa, Félix Auger-Aliassime não conseguiu confirmar o favoritismo e despediu-se logo na segunda ronda (teve um bye na primeira), tal como Jannik Sinner.

Número 16 mundial e nono cabeça de série em Toronto, Auger-Aliassime ficou aquém do nível que o faz pertencer à elite do ténis mundial e não conseguiu contrariar o ex-top 25 Dusan Lajovic (atual 44.º classificado), que com demasiadas facilidades venceu por 7-5 e 6-4 para reservar um lugar nos oitavos de final.

Tal como o canadiano, que este ano já disputou duas finais (em Melbourne e em Estugarda), mas continua sem conseguir erguer o primeiro título em torneios ATP (0-8 em decisões), também Jannik Sinner se despediu cedo do primeiro de dois Masters 1000 que antecedem o US Open. Vindo do título mais importante da carreira, no ATP 500 de Washington, D.C., o número 15 mundial (subiu nove posições com a conquista) e 16.º pré-designado não conseguiu revelou algum cansaço na derrota por 6-3 e 6-4 para o australiano James Duckworth (85.º), que assim marcou encontro com o número dois mundial, Daniil Medvedev.

A edição de 2021 do Masters 1000 do Canadá é a primeira desde 2001 a não contar nem com Roger Federer, nem com Rafael Nadal, nem com Novak Djokovic, apesar do tenista espanhol ter surgido inicialmente no quadro (desistiu antes de defrontar o sul-africano Lloyd Harris). Entretanto, ficou a saber-se que o Masters 1000 de Cincinnati, na próxima semana, viverá um cenário idêntico, dado que a lesão no pé esquerdo continua a assolar o tenista maiorquino, que era o único a ainda ter em cima da mesa a viagem até ao Ohio, nos EUA.

Total
1
Shares
Total
1
Share