Struff quebra a malapata e estreia-se em finais ATP em Munique

BMW Open

O ditado diz que “à terceira é de vez”, mas para Jan-Lennard Struff a história foi (muito) diferente. O alemão não conseguiu à terceira, mas à oitava. Conseguiu o quê? O apuramento para a primeira final da carreira em torneios ATP. Aos 31 anos, Struff apurou-se este sábado para a final do ATP 250 de Munique e quebrou a malapata das meias-finais.

À entrada para este sábado, o tenista alemão possuía um registo de 0-7 em meias-finais e era o tenista melhor colocado no ranking – 44.º lugar – que nunca tinha atingido uma final. Apesar do arranque em falso, Struff acordou bem a tempo e colocou um fim à bela campanha de Ilya Ivashka (107.º ATP), que na ronda anterior tinha surpreendido Alexander Zverev, com parciais de 6-4 e 6-1.

O tenista bielorrusso começou muito bem e esteve a vencer por 3-0, mas Struff encontrou depois os melhores serviços e começou a mostrar-se mais afinado com a pancada de direita. O alemão recuperou no marcador com quatro jogos consecutivos e passou a liderar por um break de vantagem, mas teve ainda de eliminar três break points quando servia a 4-3 para segurar a vantagem até ao final do set.

Na segunda partida, Ivashka mostrou ainda alguma resiliência ao salvar três break points no jogo inaugural, mas o tenista de 27 anos acabou por não ter argumentos para combater um Struff cada vez mais inspirado e que venceu os últimos seis jogos do encontro para chegar ao triunfo.

A final deste domingo marca a estreia de Jan-Lennard Struff em grandes decisões no circuito ATP. O tenista alemão, que nasceu a cerca de 600km de Munique, vai ter pela frente Nikoloz Basilashvili (35.º ATP), que superou uma dupla jornada. O tenista da Geórgia teve de derrotar Norbert Gombos (95.º ATP) por 6-4 e 6-4, num encontro adiado da jornada de sexta-feira, e arrasou por completo o norueguês Casper Ruud (24.º ATP) por 6-1 e 6-2, em 71 minutos. Basilashvili vai jogar a sétima final ATP da carreira – tem um registo de 4-2 – e procurar o segundo título da temporada, depois de se ter sagrado campeão em Doha no último mês de março.

Total
1
Shares
Total
1
Share