Muguruza não abdica do US Open: “Vou jogar todos os torneios que a situação me permitir”

O US Open sabe que não deverá contar com algumas das principais estrelas do circuito feminino, depois de Simona Halep e Elina Svitolina terem dado conta da intenção de não viajar para Nova Iorque devido à pandemia de Covid-19. Contudo, nem tudo são más notícias para o quadro feminino do Grand Slam norte-americano.

A hispano-venezuelana Garbiñe Muguruza afirmou, em entrevista à agência EFE, que pretende jogar todos os torneios que lhe sejam possíveis. Essa intenção da vencedora de dois títulos do Grand Slam inclui a viagem para Nova Iorque, de forma a procurar uma terceira coroa em Majors.

“Vou jogar todos os torneios que a situação me permitir. Sou uma competidora nata e como tal espero ansiosamente pelo regresso do circuito”, começou por dizer a ex-número um do Mundo, numa entrevista concedida a partir da sua casa em Genebra, na Suíça. “Tenho em mente jogar todos os torneios norte-americanos de preparação para o US Open e a temporada de terra batida que acaba em Roland Garros”, concluiu.

Apesar da intenção de Muguruza em viajar para os Estados Unidos e jogar, a situação em solo norte-americano é ainda incerta. A pandemia de Covid-19 levou a que o ATP 500 de Washington, que seria o primeiro torneio realizado na retoma oficial das provas, fosse cancelado e os restantes eventos programados ainda não têm um futuro definido.

Total
3
Shares
Total
3
Share