ATP, WTA e ITF prolongam suspensão dos circuitos mundiais até ao final de julho

Sem surpresas, as associações de tenistas profissionais (ATP e WTA) e a Federação Internacional de Ténis (ITF) anunciaram, esta sexta-feira, o prolongamento da suspensão dos torneios internacionais até ao dia 31 de julho devido à pandemia do novo coronavírus.

A medida, que já tinha sido referida como provável nas últimas semanas, significa mais duas semanas de paralisação total para os circuitos mundiais. No caso do masculino, são afetados os torneios de Hamburgo (Alemanha), Bastad (Suécia), Newport (EUA), Los Cabos (México), Gstaad (Suíça), Umag (Croácia), Atlanta (EUA) e Kitzbuhel (Áustria), enquanto no feminino caem os eventos de Bastad (Suécia), Lausana (Suíça), Bucareste (Roménia) e Jurmala (Letónia).

Para além destes, também foram suspensos todos os torneios sob a égide da ITF.

No mesmo comunicado, a ATP informou que em cima da mesa se mantêm “todos os torneios agendados a partir de 1 de agosto” e prometeu fazer um novo ponto de situação “a meio de junho”.

A última decisão no sentido de cancelar torneios tinha acontecido a 1 de abril, quando as três entidades que gerem os circuitos mundiais publicaram um comunicado conjunto a dar conta da nova suspensão.

Relacionado:

Última atualização às 15h15, com a suspensão das provas do circuito feminino.

Total
13
Shares
Total
13
Share