Federação Francesa de Ténis cria pacote de 35 milhões de euros para apoiar o ténis no país

O Comité Executivo da Federação Francesa de Ténis (FFT) anunciou esta sexta-feira uma medida sem precedentes para reagir à pandemia do novo coronavírus e apoiar o ténis no país.

Ao todo, serão mobilizados 35 milhões de euros com o objetivo de apoiar e recuperar o ecossistema do ténis francês e todas as modalidades associadas — caso, por exemplo, do padel, que em França continua sob a alçada da FFT.

Apesar de ainda não ser explicado em detalhe — os responsáveis gauleses prometem fazê-lo até ao dia 15 de maio —, já se sabe que o plano “será destinado aos jogadores que enfrentam sérias dificuldades económicas devido a esta crise de saúde, aos clubes afiliados, aos treinadores independentes, jogadores franceses nos circuitos profissionais, árbitros internacionais e organizadores de torneios internacionais.”

Grande parte dos lucros anuais da Federação Francesa de Ténis resultam do torneio de Roland Garros, razão pela qual os responsáveis franceses foram tão rápidos a tentar fugir ao cancelamento da edição de 2020 e adiá-la para o final do mês de setembro, mesmo conscientes de que essa decisão daria aso a muitas críticas.

O “pacote solidário” anunciado pela FFT é o segundo de grandes dimensões a ser anunciado por uma federação nacional nos últimos dias, depois de no final da última semana a Lawn Tennis Association (Grã-Bretanha) ter anunciado que vai disponibilizar cerca de 22 milhões de euros para a mesma batalha.

Total
8
Shares
Total
8
Share