Longa paragem devido à chuva não impediu João Domingues de vencer na estreia

João Domingues (271.º) superiorizou-se esta terça-feira ao alemão Yannick Maden (126.º), num duelo alusivo à primeira ronda do Challenger italiano de Vicenza, do qual Gonçalo Oliveira já não faz parte (pelo menos em singulares).

Se o primeiro set durou uns supersónicos 23 minutos, antes de chegar a chuva e interromper o encontro durante cinco horas, o segundo já foi pautado pelo equilíbrio, principalmente num sexto jogo que parecia “interminável” mas que o oliveirense foi capaz de manter o seu serviço, quebrando de seguida o do seu adversário.

Só que Maden não deixou Domingues consolidar o break de vantagem, restabelecendo de imediato o 4-4 na segunda partida e, um pouco mais tarde, adjudicando esse parcial. Contudo, depois de alguns sobressaltos no terceiro set, o número 5 nacional acabou, ao sexto match point, por bater o segundo pré-designado com parciais de 6-0, 5-7 e 6-3, em 2h35 de um dia que se prolongou mais do que ambos desejariam.

Olhando estritamente para o ranking e excluindo a vitória, por desistência, frente a Pedro Sousa, em abril, o triunfo de hoje é o melhor de João Domingues desde novembro do ano passado, quando eliminou Rogério Dutra Silva (na altura 93.º), em três sets, nos quartos de final do Challenger de Montevideu (Uruguai).

A próxima ronda será disputada frente ao wild card italiano Matteo Donati, 236.º da hierarquia, já na tarde desta quarta-feira (quarto e último encontro do court central). A jornada arranca às 10h (hora de Lisboa).

Total
3
Shares

Leave a Reply

Total
3
Share