Grigor Dimitrov e Elina Svitolina entram a vencer em Paris

Fotografia: ATP World Tour

Ainda nem chegámos a metade deste primeiro dia da 122.ª edição de Roland Garros e já há muitas histórias para contar. Mas vamos por partes: antes de mais, Grigor Dimitrov abriu as hostilidades no Court Philippe Chatrier ao estrear-se com um triunfo em Paris sobre o herói egípcio Mohamed Safwat. Também Elina Svitolina viria a seguir as pisadas do búlgaro para avançar na competição francesa.

Quarto pré-designado, Dimitrov não guarda boas recordações das suas anteriores passagens pelo Grand Slam parisiense (nunca foi além da terceira ronda) mas, para já, pode estar satisfeito q.b. com a sua exibição neste domingo. O búlgaro, 5.º ATP, bateu em sets diretos o lucky loser Safwat (182.º), por 6-1, 6-4 e 7-6(1), num encontro em que teve de se aplicar mais do que decerto estaria à espera após um primeiro parcial de sentido único mas em que pareceu estar sempre no comando.

Na segunda eliminatória, o campeão em título das Nitto ATP Finals terá teoricamente um teste de maior grau de dificuldade, uma vez que irá encarar o norte-americano Jared Donaldson, número 57 mundial e que saiu vencedor de uma autêntica “maratona” diante do chileno Nicolás Jarry (59.º) através dos parciais de 6-3, 4-6, 3-6, 6-3 e 6-4.

Ainda na variante masculina, destaque até agora para os triunfos dos cabeças de série Damir Dzumhur (26.º) e Gael Monfils (32.º): o bósnio, número 30 ATP, derrotou o qualifier norte-americano Denis Kudla (114.º) por 6-4, 6-4 e 6-2, enquanto o carismático francês, atual 38.º ATP, ainda “apanhou um susto” mas foi a tempo de ultrapassar o seu jovem compatriota Elliot Benchetrit, 302.º do ranking e beneficiado com um convite por parte da organização, por 3-6, 6-1, 6-2 e 6-1.

Quanto à vertente feminina, nota para o triunfo árduo de Svitolina (4.ª WTA) no seu primeiro encontro: a ucraniana, quarta pré-designada e por muitos apontada como a principal favorita ao título, esteve a perder por 5-1 na primeira partida mas foi a tempo de operar uma reviravolta sensacional rumo à vitória nesse set inaugural e, depois, no embate contra a australiana Ajla Tomljanovic (68.ª) por intermédio dos parciais de 7-5 e 6-3.

Também Sloane Stephens, campeã do último US Open e 10.ª cabeça de série em Paris, entrou de rompante no Major gaulês ao arrasar a lucky loser holandesa Arantxa Rus (106.ª) por pesados 6-2 e 6-0, em apenas 50 minutos de contenda.

De resto, as outras pré-designadas em ação até à hora da publicação deste artigo seguiram em frente: a estoniana Anett Kontaveit (25.ª) superou a norte-americana Madison Brengle (99.ª) por 6-1, 4-6 e 6-2, a checa Barbora Strycova (26.ª) voltou aos triunfos ao levar de vencida a japonesa Kurumi Nara (94.ª) pelos parciais de 1-6, 6-3 e 6-4 e a favorita da casa Alizé Cornet (32.ª) deixou pelo caminho a vice-campeã de 2012, a italiana Sara Errani (74.ª), por 2-6, 6-2 e 6-3.

Total
1
Shares

Leave a Reply

Total
1
Share