Rafael Nadal e o novo modelo da Taça Davis: “É uma boa iniciativa que pode funcionar e espero que tenha êxito”

Nadal-Acapulco
Fotografia: Abierto Mexicano de Tenis

O novo modelo apresentado conjuntamente pela Federação Internacional de Ténis (ITF) e pelo Kosmos, grupo de investimento do qual o futebolista Gerard Piqué é presidente e fundador, e que propõe a transformação do formato atual da Taça Davis, começa já a ter a aceitação por parte de alguns jogadores do circuito. Entre eles encontra-se Rafael Nadal.

Citado pelo website oficial do Eurosport, o espanhol mostrou-se totalmente a favor das ideias apresentadas. “Quando uma coisa não funciona de forma perfeita há que procurar soluções, há anos que as coisas são assim. É uma boa iniciativa que pode funcionar e espero que tenha êxito”, referiu o atual número 2 mundial.

No entanto, Rafael Nadal apresentou uma ressalva a esta questão: torna-se importante que a competição, que se irá realizar num local específico ao longo de uma semana e que contará com a participação de 18 seleções, seja realizada em países diferentes todos os anos. “Esperemos que a iniciativa não seja fixa, que se possa ir repartindo por todo o mundo”.

“É importante para um evento que será algo semelhante ao Mundial de Futebol que não permaneça baseado num lugar específico, que se possa ir realizando em diferentes lugares do mundo, que os apaixonados pela modalidade possam viajar, desfrutar do apoio que irão dar ao seu país, e isso faz com que a competição se torne grande e única”, afirmou o campeão espanhol.

Para além de Rafael Nadal, a proposta de Gerard Piqué tem sido alvo de uma aprovação generalizada por parte da comunidade tenística, sendo o sérvio Novak Djokovic um desses apoiantes.

Ema Gil Pires
Alfacinha de gema e atualmente a concluir a licenciatura de Ciências da Comunicação da Universidade Nova de Lisboa, sentiu desde sempre uma enorme paixão pelo mundo do Ténis. Seja a escrever sobre ele, ou até mesmo dentro de court.