Frederico Marques: “O João respondeu a um nível elevadíssimo e isso facilitou bastante a tarefa”

Não foi fácil, mas João Sousa qualificou-se pela quarta vez em seis tentativas para a segunda ronda do Australian Open. O tenista português bateu Dustin Brown em cinco sets, num encontro que Frederico Marques considerou “equilibrado”.

“Foi um jogo muito equilibrado. O Court 15 é dos Courts mais rápidos do complexo. Sabíamos que ia ser muito importante ter uma boa percentagem de primeiro serviço e estar bem na resposta. O João respondeu a um nível elevadíssimo e isso facilitou bastante a tarefa”, destacou o técnico português em declarações ao RAQUETC.

Terminado o primeiro compromisso, é tempo de recuperar o corpo já para o próximo encontro. “Estamos neste momento a recuperar com banhos de gelo, boa alimentação e dentro de pouco iremos a massagem com o fisioterapeuta da ATP. O torneio acaba de começar para nós, temos a ambição de continuar a trabalhar para poder encontrar mais vitórias. Agora descansar durante no dia de amanhã e estar na máxima força na quarta-feira”, contou o técnico do número um nacional.

Quanto ao próximo adversário, esse será o número seis mundial, Marin Cilic, um jogador contra quem o vimaranense nunca conseguiu vencer nos três encontros que disputaram.

Para Frederico Marques o tenista croata não será fácil de ultrapassar. “O Cilic é jogar também bastante agressivo. Gosta de servir e responder forte para poder comandar e movimentar-se pouco. Vamos tratar de jogar o nosso jogo, um jogo também agressivo onde movemos bastante o adversário e deslocamos das posições bem apoiadas”, confessou.

Total
1
Shares
Total
1
Share