Já de malas feitas, João Monteiro mostra-se “feliz” por cumprir um dos grandes objetivos

João Monteiro

Tik, tak, tik, tak. Com o tempo a passar, os últimos dias foram de espera, espera e mais espera para João Monteiro. Um final amargo em 2017, causado por uma entorse no pé esquerdo, afastou o portuense da luta direta pelos lugares de qualificação para o Australian Open, pelo que foi necessário aguardar por várias desistências e uma eventual confirmação.

Que chegou mesmo. Infelizmente para o ténis português, à conta de uma lesão que estragou o início de época de Pedro Sousa — o lisboeta teve de desistir no qualifying de Doha –, mas chegou. E é por isso que esta tarde já João Monteiro está a caminho de Melbourne para se estrear em torneios do Grand Slam.

À conversa com o RAQUETC, o portuense (que foi o 3.º jogador a somar mais vitórias em 2017) diz sentir “que o objetivo final do ano anterior ficou cumprido. Foi preciso esperar mas conseguimos!” E revela-se naturalmente “feliz pela estreia, porque é um torneio onde qualquer jogador quer estar.”

Porque se trata da sua primeira vez em torneios do Grand Slam, que é como quem diz, os quatro maiores do calendário, “é difícil” falar de expetativas, mas João Monteiro não esconde que “gostava de sair de lá com pelo menos alguma vitória.”

Não será fácil, mas o número 251 mundial já provou dar-se bem em grandes desafios (e batalhas). Para além disso, contará com o apoio de Gonçalo Nicau, um dos treinadores do Centro de Alto Rendimento Jogos Santa Casa, do qual Monteiro faz parte. É, aliás, com o técnico que o português vai ter nesta quinta-feira, porque a viagem para Melbourne começa às 18h30 desta quarta-feira e ainda promete demorar…

Relacionado:

  • Gastão Elias também já está a caminho da Austrália (e tem uma viagem de dois dias pela frente)
Total
2
Shares

Leave a Reply

Total
2
Share