Três dias depois de vencer em Paris, Rafael Nadal desiste do torneio do Queen’s Club

Rafael Nadal
Fotografia: Corinne Dubreuil/FFT 2018

No domingo, ganhou em Paris. Esta quarta-feira, desistiu da primeira passagem por Londres: Rafael Nadal, o número 1 do mundo, informou a organização do ATP 500 do Queen’s Club que não vai jogar a edição deste ano, na qual era o principal cabeça de cartaz.

O anúncio foi feito através dos canais oficiais daquele que é um dos maiores torneios de preparação para Wimbledon. Na publicação, a organização do The Fever-Tree Championships (o nome comercial do evento) refere que “as cinco aparições [de Rafael Nadal] na final de Wimbledon aconteceram sempre depois de chegar aos quartos de final, ou melhor, no Queen’s Club, mas depois de jogar 27 encontros na terra batida e ganhar um 11.º título em Roland Garros decidiu que precisa de mais tempo para descansar.”

Já Rafael Nadal, pediu desculpa à organização e a todos os fãs: “O torneio do Queen’s Club é um grande evento e tenho muito boas memórias de quando ganhei o título, em 2008. Queria muito regressar este ano, mas foi uma época de terra batida bastante longa. Quero pedir desculpa à organização e sobretudo aos fãs que contavam ver-me, mas depois de falar com os meus médicos decidi que tenho de ouvir o que o meu corpo me está a dizer.”

Nem tudo são, no entanto, más notícias: na terça-feira, a organização do torneio britânico tinha anunciado a atribuição de um wild card de última hora a Novak Djokovic. O sérvio, que perdeu essa final de 2008, vai, assim, jogar um torneio de preparação antes de Wimbledon — mas o primeiro cabeça de série é Juan Martin del Potro, que com a desistência de Nadal passa a ter um estatuto que não tinha desde que jogou o torneio de Roterdão, em fevereiro de 2014, como primeiro cabeça de série.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."