Frederico Silva de volta ao top 300; Alex de Minaur com novo máximo pessoal

Na semana transacta não se realizou qualquer prova do circuito ATP World Tour, mas o circuito Challenger não ficou parado. Em Alicante e na Cidade do Panamá jogou-se muito ténis. No primeiro torneio, Pablo Andujar saiu vitorioso perante Alex de Minaur. No segundo, Carlos Berlocq derrotou Blaz Rola.

Pablo Andujar regressou recentemente de lesão e já está a escalar no ranking ATP. O ex-número 32 da classificação masculina subiu 243 posições e fixou-se em 355.º, esta semana. Já o finalista, Alex de Minaur, o único wild card confirmado no Millennium Estoril Open até ao momento, galgou nove lugares e está agora no 114.º lugar, um novo máximo de carreira.

Carlos Berlocq, vencedor na Cidade do Panamá, subiu 16 lugares na hierarquia masculina e está agora na 115.ª posição, ele que já foi o 37.º melhor jogador do ranking mundial. Blaz Rola, depois de ceder ante Berlocq na final no Panamá, atinge esta semana a 166.ª posição, subindo 27 postos.

1. Rafael Nadal (Espanha), 8.770 pontos
2. Roger Federer (Suíça), 8.670 pontos
3. Marin Cilic (Croácia), 4.985 pontos
4. Alexander Zverev (Alemanha), 4.925 pontos
5. Grigor Dimitrov (Bulgária), 4.635 pontos
6. Juan Martin del Potro (Argentina), 4.470 pontos
7. Dominic Thiem (Áustria), 3.665 pontos
8. Kevin Anderson (África do Sul), 3.390 pontos
9. John Isner (Estados Unidos da América), 3.125 pontos
10. David Goffin (Bélgica), 3.110 pontos
(…)

114. Alex de Minaur (Austrália), 499 pontos
115. Carlos Berlocq (Argentina), 497 pontos
166. Blaz Rola (Eslováquia), 335 pontos
355. Pablo Andujar (Espanha), 126 pontos

Portugueses:

Entre os portugueses, o destaque desta semana é Frederico Silva, que reentrou no top 300 e fixou-se na 295.ª posição, depois de subir 20 lugares. João Sousa manteve-se no 70.º posto e Gastão Elias no 106.º. Pedro Sousa caiu um lugar para a 118.ª posição e João Domingues abandonou o top 200, fixando-se em 204.º.

Clique aqui para consultar o ranking ATP dos portugueses.

Pedro Cunha
O ténis apareceu na minha vida como apenas mais um desporto mas rapidamente o cheiro das bolas e o pó cor de laranja da terra batida onde pratico tornaram a minha vida melhor. Desde o som das pancadas, ao simples abrir de uma lata nova de bolas, tudo neste desporto tem encanto.