Vorácová pede indemnização depois de deixar Austrália: “Só o bilhete de avião custou 2.460 euros”

Renata Vorácová chegou a Praga na segunda-feira e esta terça-feira fez saber que vai pedir uma indemnização à Tennis Australia no seguimento da deportação a que foi sujeita por ter viajado para Melbourne sem estar vacinada contra a covid-19, apesar de ter estado na cidade durante oito dias.

Em declarações ao jornal Denik, Vorácová explicou que não vai ser modesta, tendo em conta “o bilhete de avião, que custou 2.460 euros, o tempo gasto em todo o processo, os hotéis que foram pagos, os treinos realizados e o prize-money.”

“Espero que a Tennis Australia concorde e aceda a este pedido de indemnização e que não seja necessário avançar com procedimentos legais”, acrescentou a jogadora. Na sexta-feira, ainda em Melbourne, a especialista de pares explicou a decisão de abandonar o país na sequência do cancelamento do visto, em vez de tentar lutar por outro desfecho: “Não sei se a minha presença ia mudar alguma coisa. Espero que o Djokovic tenha sucesso em tribunal, mas no meu caso tudo ia demorar mais uns dias e não quero perder tempo nesta guerra política.”


Total
90
Shares
Total
90
Share