Muguruza em modo rolo compressor apura-se para a final do WTA Finals

85 minutos bastaram para Garbiñe Muguruza derrotar Paula Badosa por 6-3 e 6-3 numa meia-final 100% espanhola e reservar o primeiro lugar na final de singulares do WTA Finals em Guadalajara, no México.

No primeiro encontro entre ambas, Muguruza pressionou desde os primeiros instantes, venceu 81% dos pontos no seu primeiro serviço e nunca se permitiu ser quebrada, conseguindo anular as três oportunidades que Badosa criou. E assim rubricou um triunfo rápido, em menos de uma hora e meia, para assinar a sexta vitória do ano sobre uma adversária do top 10 (41.ª da carreira) e qualificar-se pela primeira vez para a final do “Masters”.

Ex-número um mundial e campeã de Roland-Garros em 2016 e de Wimbledon em 2017 (ficou a um passo do título no Australian Open em 2020), a espanhola vai procurar o terceiro título mais importante da carreira frente à vencedora do encontro entre as estreantes Anett Kontaveit e Maria Sakkari, que se defrontam ainda esta terça-feira (já madrugada de quarta-feira em Portugal).

Última atualização às 22h01.


Total
2
Shares
Total
2
Share