Francisco Cerúndolo regressa aos títulos no circuito Challenger em Cordenons

O argentino Francisco Cerúndolo deu-se a conhecer na reta final de 2020, ao vencer três torneios Challenger entre setembro e novembro. Este domingo, na quinta final que disputou no circuito secundário (esta temporada foi vice-campeão em Concepción e ainda vice-campeão no ATP 250 de Buenos Aires), o sul-americano regressou aos troféus em Cordenons.

Na cidade italiana, Cerúndolo dominou de início a fim uma final 100% argentina diante de Tomás Martín Etcheverry (148.º). O número 119 mundial — terceiro melhor cotado do torneio — venceu por 6-1 e 6-2 em uma hora e 35 minutos, num encontro onde eliminou os seis break points que enfrentou e capitalizou em quatro de onze chances que criou.

Aos 22 anos, Francisco Cerúndolo leva agora quatro títulos em cinco finais disputadas no circuito Challenger, sendo que também já fez a estreia esta época em finais ATP. Os bons resultados vão catapultar o argentino para o 111.º lugar do ranking ATP na próxima segunda-feira, um novo máximo de carreira.

Quanto a Tomás Martín Etcheverry, que disputou a terceira final do ano no circuito secundário (tinha vencido em Perugia e Trieste), possui agora um registo de 2-2 em grandes decisões em eventos Challenger. No ranking mundial, o argentino de 22 anos vai continuar a subir e vai chegar à 139.ª posição na segunda-feira, também um novo máximo de carreira.

Total
1
Shares
Total
1
Share