Quatro portugueses carimbam passaporte para a próxima ronda em Idanha-a-Nova

Sara Falcão/FPT

A comitiva portuguesa presente no ITF M25 de Idanha-a-Nova vai ficar reduzida já na segunda ronda. Esta quarta-feira, “apenas” quatro tenistas da casa conseguiram sair vencedores e garantir o bilhete para a próxima eliminatória da prova, ao passo que outros quatro foram derrotados na estreia e estão fora do quadro de singulares.

O primeiro luso a vencer foi Francisco Cabral, que foi convidado pela organização para disputar o quadro principal. O tenista de 24 anos, que ocupa o 962.º lugar no ranking ATP, impôs-se ao russo Andrey Chepelev, 718.º da hierarquia, em apenas duas partidas. Cabral venceu por 6-1 e 6-3, em 70 minutos de encontro, e marcou encontro na segunda ronda com o moldavo Alexander Cozbinov (700.º). O tenista de 26 anos foi responsável por afastar o terceiro cabeça de série, o japonês Sho Shimabukuro (480.º), por 6-3, 3-6 e 7-6[4].

Depois de Francisco Cabral, também Tiago Cação conseguiu arrancar um triunfo a ferros para se apurar para a segunda ronda. O oitavo cabeça de série esteve muito perto do desaire diante do norte-americano Roy Smith (541.º), mas conseguiu dar a volta à situação e sair por cima. Smith serviu a 6-5 no terceiro set para a vitória, mas Cação quebrou-lhe o serviço e arrancou para um tiebreak quase perfeito que lhe permitiu fechar o encontro ao fim de duas horas e 54 minutos, com os parciais de 7-5, 3-6 e 7-6[1]. Na segunda ronda, o tenista de Peniche mede forças com o qualifier Daniel Little (1442.º), que derrotou esta quarta-feira o português Martim Leote Prata por 6-2 e 6-3.

Para além de Cação e Cabral, há mais dois portugueses apurados para a ronda seguinte: Luís Faria e Daniel Rodrigues. O primeiro precisou de apenas 64 minutos para vencer o qualifier Yasha Zemel (1058.º) por 6-1 e 6-2 e marcou encontro com o brasileiro João Lucas Reis da Silva (548.º), que bateu Yusuke Takahashi (491.º), quarto cabeça de série, por 6-3 e 6-1.

Quanto a Daniel Rodrigues, o qualifier luso operou uma reviravolta diante do japonês Kaichi Uchida, 344.º no ranking ATP e primeiro cabeça de série em Idanha-a-Nova, para alcançar uma grande vitória. Em duas horas e 29 minutos, Rodrigues venceu por 3-6, 7-6[5] e 6-3 e vai defrontar mais um tenista japonês, no caso Naoki Tajima (645.º), que afastou Fábio Coelho por 4-6, 6-4 e 6-2.

No que toca aos tenistas lusos derrotados, para além de Fábio Coelho e Martim Leote Prata, também Duarte Vale e Pedro Araújo se despediram do quadro de singulares. Vale, que recebeu um convite da organização, cedeu para o qualifier Alejandro Moro Canas (1154.º) por 6-4 e 6-3, ao passo que Pedro Araújo perdeu com o quinto cabeça de série, o norte-americano Zane Khan (497.º), por 6-0 e 6-2.

Total
1
Shares
Total
1
Share