Marija Cicak escolhida para fazer história na final masculina de Wimbledon

Pela primeira vez nos mais de 130 anos de história da competição, Wimbledon vai ter uma juíza de cadeira na final de singulares masculinos. A escolhida é Marija Cicak, juíza croata de 43 anos, que vai saltar para a história com esta nomeação.

A trabalhar há 15 anos consecutivos nestas duas semanas em que os melhores tenistas do Mundo estão no All England Club, Cicak já tinha estado na final de singulares femininos em 2014 e na final de pares femininos em 2017. Agora, a juíza, que é membro da equipa de elite da WTA desde 2012, vai dar o passo seguinte e estar na final masculina.

Para além de ter trabalhado nas últimas 15 edições de Wimbledon, Marija Cicak conta com vários outros trabalhos de destaque no palmarés. A juíza de cadeira esteve por dez ocasiões no WTA Finals e em vários momentos foi selecionada para trabalhar na Taça Davis e na Billie Jean King Cup.

Total
1
Shares
Total
1
Share