Frederico Silva deixa escapar triunfo e é eliminado em Biella

Sara Falcão/FPT

O português Frederico Silva esteve esta quinta-feira muito perto de somar a segunda vitória consecutiva no Challenger de Biella, em Itália. Na segunda ronda do sétimo evento do circuito secundário que a cidade italiana recebe esta temporada, o caldense serviu por duas vezes para a vitória, mas acabou derrotado pelo francês Alexandre Muller, 191.º no ranking ATP, por 3-6, 7-6[3] e 6-2.

Quinto cabeça de série da prova, fruto do 168.º posto que ocupa no ranking mundial, o tenista luso realizou uma boa exibição durante praticamente dois sets. Depois de ter saído por cima de uma troca de breaks na reta final do primeiro set, o tenista das Caldas da Rainha conseguiu adiantar-se no marcador e fez um break madrugador na segunda partida que deixou tudo bem encaminhado para a vitória.

Contudo, Frederico Silva sofreu o break quando servia a 5-4 para selar o encontro e permitiu que Muller reentrasse na discussão do set. Logo a seguir, o pupilo de Pedro Felner conseguiu novo break e serviu pela segunda vez para a vitória, mas voltou a ser quebrado — depois de liderar por 30-0 — e o parcial seguiu para o tiebreak, que Muller venceu. O momento do encontro mudou completamente e o gaulês conseguiu um duplo break para liderar por 4-0 no último set. Frederico Silva ainda recuperou um break, mas sofreu novamente a quebra de serviço e não teve condições para dar a volta à situação.

Com o afastamento de Frederico Silva na segunda ronda, a comitiva portuguesa em Biella fica apenas a ser composta por Gastão Elias. O campeão do último Challenger de Oeiras mede forças também esta quinta-feira com o dinamarquês Holger Rune, precisamente o tenista que derrotou na final do último fim de semana, no Jamor.

Total
5
Shares
Total
5
Share