Gastão Elias conquista o Oeiras Open 4 e regressa aos títulos Challenger três anos e meio depois

OEIRAS — A espera terminou: este domingo, Gastão Elias (292.º do ranking ATP) derrotou o jovem dinamarquês Holger Rune (313.º) por 5-7, 6-4 e 6-4 em 2h46 para conquistar o Oeiras Open 4 e regressar aos títulos no ATP Challenger Tour pela primeira vez desde outubro de 2017.

Tal como em Vilhena, em Fevereiro, Gastão Elias voltou a impor-se em três parciais e após ceder o primeiro face ao jovem dinamarquês de 18 anos, ainda número um do mundo de juniores apesar de não competir no escalão desde 2019. Depois de um primeiro set onde Rune prevaleceu na reta final, aproveitando uma série de erros do português (que voltou a começar menos bem o encontro, como fez em toda a semana), o lourinhanense deu a volta à final.

No segundo parcial, Elias conseguiu um break madrugador e ficou no controlo dos acontecimentos, aproveitando também o desgaste físico do opositor, que parecia novamente com cãibras. O que fugiu dos planos do tenista de 30 foi a mudança tática de Rune, muito mais agressivo devido às limitações físicas (tal como no sábado frente a Timofey Skatov) e a vir para a rede sempre que podia e com uma eficácia de assinalar.

O golpe decisivo da final ocorreu no nono jogo (depois de oportunidades para ambos, mas sentia-se o português por cima), com Elias a fazer uma série de passing shots que levaram ao delírio o outrora 57 do mundo. A servir para fechar o embate – e após um medical time out pedido por Rune -, Gastão Elias ainda fez um erro não forçado no primeiro ponto, mas depois disso serviu a excelente nível para arrumar com a grande final.

A final no Oeiras Open 4 foi a segunda de Gastão Elias em torneios do ATP Challenger Tour em 2021 e a 19.ª da carreira, um registo sem igual no ténis português. Ao vencer, o tenista natural da Lourinhã igualou o número de troféus dos compatriotas Rui MachadoPedro Sousa e garantiu uma subida de 39 lugares na próxima atualização do ranking ATP, até ao 253.º posto — a sua melhor classificação desde 17 de fevereiro de 2019 e que o deixa muito perto de garantir um lugar no qualifying de Wimbledon.

Total
0
Shares
Total
0
Share