Angelique Kerber protagoniza primeira surpresa (pela negativa) em Roland-Garros

Não foi preciso esperar muito tempo para se conhecer a primeira surpresa da edição de 2021 de Roland-Garros. A alemã Angelique Kerber, quartofinalista do Grand Slam parisiense em 2012 e 2018, foi afastada de forma surpreendente na primeira ronda da competição. É a terceira vez consecutiva, depois de 2019 e 2020, que a germânica cai na estreia.

Kerber, que é a 27.ª classificada no ranking WTA e a 26.ª cabeça de série em Paris, foi afastada pela qualifier ucraniana Anhelina Kalinina, número 139 mundial e que recentemente venceu o ITF de 25 mil dólares realizado em Oeiras. Mais do que o ser afastada é a forma como a germânica foi derrotada, numa verdadeira aula dada pela tenista ucraniana de 24 anos e que terminou com parciais de 6-2 e 6-1.

Com muitos problemas no primeiro serviço e muitos erros cometidos, Angelique Kerber viu-se rapidamente numa desvantagem de 5-0 no primeiro parcial. Kalinina serviu para o primeiro “pneu” da prova, mas a melhor cotada conseguiu fazer o break e confirmar o jogo de serviço seguinte para encurtar a distância. Logo a seguir, a ucraniana regressou ao serviço e ainda eliminou um break point antes de fechar o parcial à terceira tentativa.

O segundo parcial trouxe mais ou menos a mesma toada do primeiro. Kerber continuou a vencer menos de 50% dos pontos com o primeiro serviço e a cometer mais erros nos momentos iniciais do que Kalinina. A ucraniana teve novamente um arranque brilhante e colocou-se a vencer mais uma vez por 5-0 e com serviço para fechar em “pneu”. Kerber voltou a dar um sinal de luta, repetiu a receita do primeiro parcial para fazer o break e impedir o “pneu” e foi capaz de construir algum ímpeto.

Kalinina passou por dificuldades pela primeira vez, sofreu um segundo break e Kerber reduziu a desvantagem para 5-4. Num momento de elevada pressão, em que teve de servir para a vitória pela terceira vez, a ucraniana voltou a enfrentar um break point, mas eliminou-o com um winner e puxou a si o primeiro match point num longo rally. Encostada às cordas, Kerber ainda eliminou o match point com um amortie de grande qualidade, mas a tenista de 24 anos chegou ao segundo match point e aproveitou para selar uma das melhores vitórias da carreira.

A vitória deste domingo é a 14.ª consecutiva para Anhelina Kalinina, que tem vindo a atravessar um grande momento de forma. A ucraniana venceu em Oeiras e venceu depois um ITF de 60 mil dólares em Zagreb, antes de rumar a Roland-Garros para ultrapassar a fase de qualificação. Na segunda ronda, Kalinina aguarda por Danielle Collins (50.ª) ou Xiyu Wang (145.ª).

Total
3
Shares
Total
3
Share