Niemeier alcança primeiras meias-finais WTA da carreira e sonha com título em Estrasburgo

Michel Grasso / C’est qui Maurice

Na última terça-feira, a alemã Jule Niemeier conquistava a primeira vitória da carreira em quadros principais de eventos WTA na ronda inaugural do WTA 250 de Estrasburgo, já depois de ultrapassar o qualifying. Esta quinta-feira, a número 216 mundial conquistou a quarta e quinta vitórias consecutivas na cidade francesa e garantiu a presença nas primeiras meias-finais da carreira a este nível numa jornada dupla.

Niemeier, que no caminho até aqui afastou Bianca TuratiAndrea Petkovic na fase de qualificação e Diane Parry no quadro principal, realizou mais duas exibições muito competente para derrotar a norte-americana Shelby Rogers (46.ª) e, mais tarde, a holandesa Arantxa Rus (84.ª WTA). No primeiro encontro, que venceu por 6-4 e 7-6[6], a alemã cometeu nove duplas faltas, mas também foi capaz de controlar com o primeiro serviço e de eliminar dois dos três break points que enfrentou. Mais tarde, no segundo encontro e sem enfrentar qualquer break point, Niemeier venceu 82% dos pontos jogados com o primeiro serviço e converteu quatro das 12 oportunidades que criou para vencer por 6-4 e 6-1.

Nas meias-finais da prova, Jule Niemeier vai voltar a tentar desafiar as probabilidades diante daquela que é a melhor cotada de entre as tenistas que ainda estão em prova. A germânica vai defrontar Barbora Krejcikova (38.ª), que está em Estrasburgo à procura do primeiro título da carreira e que esta quinta-feira afastou Ekaterina Alexandrova (33.ª) por 7-6[4] e 6-1.

A outra meia-final em Estrasburgo vai opor Sorana Cirstea (61.ª) a Magda Linette (48.ª). A tenista romena saiu vencedora de um embate da segunda ronda frente a Shuai Zhang (45.ª) que deu o apuramento direto para as meias-finais sem passar pelos quartos de final, tendo em conta que Bianca Andreescu já tinha anunciado a desistência da prova. Perante a oportunidade de ouro, Cirstea não perdeu tempo dentro de court e arrasou Zhang com parciais de 6-2 e 6-1 em apenas 62 minutos de encontro.

No que toca a Magda Linette, a polaca defendeu o estatuto de oitava cabeça de série perante uma tenista mais cotada, a cazaque Yulia Putintseva (43.ª). Frente à quarta cabeça de série, Linette enfrentou apenas um break point – que não conseguiu salvar – e criou sete oportunidades para quebrar o serviço da adversária, das quais converteu quatro. A tenista polaca comandou com o primeiro serviço e construiu os parciais de 6-3 e 6-3 em 75 minutos para garantir o melhor resultado da temporada e as primeiras três vitórias consecutivas em 2021.

Total
1
Shares
Total
1
Share