Djokovic sobe degrau na história com nova vitória em Belgrado

O sérvio Novak Djokovic apurou-se esta quinta-feira para as meias-finais do segundo ATP 250 de Belgrado desta temporada. O número um mundial arrasou por completo no encontro dos quartos de final e subiu mais um degrau na história da modalidade.

Djokovic precisou de apenas 56 minutos para arrasar o argentino Federico Coria (96.º ATP) por 6-1 e 6-0. O sérvio perdeu apenas oito pontos ao serviço, quatro deles no único break que sofreu e que coincidiu com o jogo que evitou a “bicicleta” no marcador.

A vitória desta quinta-feira foi a 952.ª da carreira de Novak Djokovic, que superou as 951 de Guillermo Vilas e se isolou no quinto lugar da tabela dos tenistas com mais vitórias na Era Open. O próximo na lista é Rafael Nadal, que tem 1022 triunfos, e Djokovic pode colecionar já o 953.º nas meias-finais em solo natal. Para isso, o tenista de 34 anos terá de derrotar Andrej Martin (119.º), que derrotou Dusan Lajovic (39.º) por 3-6, 6-3 e 6-4.

A outra meia-final em Belgrado vai opor um estreante a um veterano. O eslovaco Alex Molcan (255.º) continua a viver a melhor semana da carreira e derrotou Fernando Verdasco (107.º) por 6-2 e 6-0 em apenas 64 minutos. O encontro acabou por ser difícil para o tenista espanhol, que regressou recentemente ao circuito após uma lesão.

Verdasco revelou que tem vindo a sentir o cotovelo nos últimos dias, mas que julgava não ser um grande problema. Antes de entrar em court para defrontar Molcan, o espanhol de 37 anos diz ter sido informado pelos fisioterapeutas de que poderá ter sofrido alguma microrrotura na cartilagem ou danos num nervo. Ainda assim, o espanhol foi a jogo mais uma vez naquela que tem sido a melhor semana desde que regressou à competição, mas disse estar “mentalmente destruído” perante a possibilidade de falhar Roland-Garros, algo que só saberá depois de realizar mais exames.

Do outro lado da rede para defrontar Molcan vai estar Federico Delbonis (52.º), oitavo cabeça de série, que nem precisou de entrar em court. O tenista de 30 anos beneficiou do walkover de Roberto Carballes Baena (98.º) para garantir uma vaga no top 4 da competição.

Total
16
Shares
Total
16
Share