Opelka continua imparável e atinge primeiras meias-finais em Masters 1000

O norte-americano Reilly Opelka é o primeiro tenista apurado para as meias-finais do Masters 1000 de Roma. O tenista de 23 anos, que chegou à capital italiana com apenas duas vitórias em terra batida em toda a carreira, continua a surpreender toda a gente e conquistou esta sexta-feira o quarto triunfo consecutivo no “pó de tijolo” romano, sempre em sets diretos.

Sempre a fazer uso de um poderoso serviço, com muito kick e ressaltos muito altos, Opelka disparou um total de 18 ases (já leva 77 esta semana, sendo que obteve 18 em três dos quatro jogos que realizou) para colocar um ponto final na também interessante campanha de Federico Delbonis (77.º ATP), que aos 30 anos realizou a melhor campanha em torneios da categoria Masters 1000. O argentino chegou ao encontro desta sexta-feira com um registo de 20-7 em terra batida na presente temporada, mas não teve argumentos para contrariar Opelka, que venceu por 7-5 e 7-6[2].

Num jogo onde o serviço ditou o ritmo, Opelka acabou por ser mais consistente e jogar melhor nos momentos importantes. O norte-americano eliminou os quatro break points que enfrentou (três deles no primeiro set) e aproveitou um dos dois que conquistou quando Delbonis servia a 5-6 na primeira partida. Depois de fechado o primeiro set, Opelka ainda enfrentou um break point quando servia a 4-4 na segunda partida, mas o parcial seguiu para o tiebreak e o norte-americano abriu rapidamente uma vantagem de 5-0 que lhe permitiu controlar até ao final.

Reilly Opelka no Masters 1000 de Roma:

  • R1: 6-1 7-5 vs. Richard Gasquet
  • R2: 6-4 6-4 vs. Lorenzo Musetti
  • R3: 7-6[6] 6-4 vs. Aslan Karatsev
  • QF: 7-5 7-6[2] vs. Federico Delbonis

Depois de ter alcançado os quartos de final em Cincinnati na temporada passada, Reilly Opelka possui agora o melhor registo de carreira em torneios da categoria Masters 1000. O tenista norte-americano tornou-se no segundo tenista norte-americano a atingir os quartos de final em Roma desde 2009 e o primeiro a chegar às meias-finais desde John Isner, em 2017. Em busca de uma final inédita, o jovem do Michigan aguarda por Alexander Zverev (6.º) ou Rafael Nadal (3.º).

Total
2
Shares
Total
2
Share