Monfils derrotado (mas com espetáculo pelo meio) no regresso meses depois, Berrettini escapa

O regresso ao circuito não correu bem a Gael Monfils, que três meses depois voltou à ação — pelo meio desistiu do Millennium Estoril Open — com uma derrota na primeira ronda do Internazionali BNL d’Italia, o ATP Masters 1000 de Roma, no Foro Italico. Matteo Berrettini, recém-vice-campeão em Madrid, conseguiu escapar ao adeus precoce.

A realizar apenas o terceiro encontro em 2021, o tenista gaulês de 34 anos conheceu o mesmo desfecho que em Melbourne (primeiro na ATP Cup, depois no Australian Open) ao perder por 6-4, 5-7 e 6-4 para o aniversariante Lorenzo Sonego, número 33 do mundo que converteu oito pontos de break para somar a vitória depois de longas 2h48.

Apesar do desaire, Monfils (que se mantém no 15.º lugar do ranking apesar de uns últimos meses desastrosos) deu alguns sinais de estar pronto para o regresso, como quando fechou a segunda partida com aquela que é uma das suas imagens de marca: um winner em suspensão.

Também esta terça-feira, Matteo Berrettini escapou a uma má entrada no Foro Itálico e conseguiu apurar-se para a segunda ronda do maior torneio disputado em Itália. Apenas dois dias (e menos de 48 horas) depois de ter perdido no limite a final do Masters 1000 de Madrid para Alexander Zverev, o nono cabeça de série deixou para trás aquela que foi uma das melhores semanas da carreira e deu a volta ao georgiano Nikoloz Basilashvili (campeão dos ATP 250 de Doha e Munique este ano, o último já em terra batida) para vencer com os parciais de 4-6, 6-2 e 6-4.

Na segunda eliminatória, o melhor tenista italiano no ranking ATP (esta segunda-feira subiu ao nono lugar, ficando a uma posição de igualar o melhor registo da carreira) vai defrontar o australiano John Millman, um sorteio bem mais simpático do que o do seu jovem compatriota Jannik Sinner, que depois de superar Ugo Humbert terá pela frente… Rafael Nadal.

Ainda da parte da manhã na capital italiana, seguiram em frente Alejandro Davidovich Fokina (que surpreendeu Grigor Dimitrov, com os parciais de 6-4 e 7-6[2], para marcar encontro com o recém-finalista do Millennium Estoril Open), Denis Shapovalov (6-1 e 6-3 a Kamil Majchrzak) e Kei Nishikori, que beneficiou da desistência de Pablo Carreño-Busta antes de entrar em campo.

Total
1
Shares
Total
1
Share