João Sousa opta por uma pausa “para treinar e refletir” com Roland-Garros no horizonte

A atravessar a fase mais difícil da carreira, João Sousa optou por desistir do Challenger de Zagreb, na Croácia, e fazer uma pausa “para refletir e treinar” antes do regresso à competição, que deverá acontecer no qualifying do ATP 250 de Lyon, em França, no próximo fim de semana.

“Depois do Millennium Estoril Open estávamos a precisar de um descanso algo mais prolongado e de preparar melhor as semanas que aí vêm”, explicou o melhor tenista português de todos os tempos ao jornal O JOGO, ao qual adiantou que depois de Lyon também espera “disputar logo a seguir o qualifying do ATP 250 de Parma, pois seria sinal de que também consegui entrar no quadro principal de Roland-Garros.”

Neste momento, o tenista português ocupa o 107.º lugar no ranking ATP e está a quatro desistências de conseguir “escapar” ao qualifying do segundo torneio do Grand Slam da temporada.

Ao mesmo jornal, o treinador Frederico Marques também se debruçou sobre a pausa pela qual a dupla optou: “Estamos a trabalhar em Barcelona com toda a equipa técnica e estamos outra vez bem encaminhados. Às vezes é preciso parar, refletir e fazer algumas alterações para poder ter resultados distintos”.

Total
10
Shares
Total
10
Share