Frederico Silva afastado nos quartos de final em Praga

Millennium Estoril Open

O português Frederico Silva despediu-se esta sexta-feira da competição de singulares no Challenger de Praga, na República Checa. O número três nacional não conseguiu ultrapassar o holandês Tallon Griekspoor (143.º ATP) nos quartos de final da prova e cedeu em apenas dois sets, pelos parciais de 6-2 e 6-4.

O tenista das Caldas da Rainha teve muitas dificuldades para se bater com o holandês do fundo do court. Griekspoor, mais sólido, assumiu as rédeas do encontro desde cedo e quando Frederico Silva conseguiu chegar ao break, já o holandês lhe tinha quebrado o serviço por duas vezes anteriormente. Um terceiro break, logo após Frederico Silva ter reduzido para 4-2, foi o golpe final num primeiro parcial dominado pelo melhor cotado dos dois.

O arranque do segundo set foi perfeito para Griekspoor, que quebrou o serviço ao português logo no primeiro jogo e colocou-se com um pé e meio nas meias-finais. O número três nacional não baixou os braços, foi à procura de outro resultado e conseguiu chegar ao break no oitavo jogo. No entanto, o pupilo de Pedro Felner não resistiu a cinco break points que enfrentou no jogo seguinte e entregou novamente o ‘saque’ a Griekspoor, que fechou o encontro de seguida.

Frederico Silva abandona Praga depois de atingir os quartos de final de um Challenger pela terceira vez em outros tantos torneios da categoria disputados em 2021. A prestação do caldense, que deve agora seguir para Zagreb, vai significar ainda o alcançar de mais uma marca histórica: Frederico Silva vai atingir um novo máximo de carreira no ranking, ao subir quatro posições para se instalar no 170.º lugar da hierarquia.

Notícia atualizada pela última vez às 16h27.

Total
3
Shares
Total
3
Share