Nuno Borges com entrada direta no quarto Challenger do Jamor, Oliveira e Elias “à porta”

Nuno Borges continua a quebrar barreiras pessoais e a subida de 20 lugares na atualização do ranking desta segunda-feira — consequência de uma campanha memorável na estreia em torneios ATP, no Millennium Estoril Open — valeu-lhe a primeira entrada direta no quadro principal de singulares de um torneio do ATP Challenger Tour.

Número 301 do ranking (é a sua melhor classificação de sempre), o maiato de 24 anos foi o único tenista português a conseguir ter entrada direta no quadro principal do ATP Challenger 50 Oeiras Open 3 (23 a 30 de maio), o quarto torneio do ATP Challenger Tour organizado pela Federação Portuguesa de Ténis no Complexo Desportivo do Jamor e assim designado porque na semana anterior acontece, no mesmo palco, um ATP Challenger 125.

Em primeiro lugar na lista de alternates surge Gonçalo Oliveira (308.º), pelo que a entrada do portuense no quadro principal é praticamente garantida, enquanto Gastão Elias (312.º) surge em quinto e também tem fortes possibilidades de chegar ao quadro principal sem a necessidade de um wild card.

A lista de inscritos no Oeiras Open 3 é encabeçada pelo francês Mathias Bourgue, número 194 do ranking. Recorde-se que o torneio acontece na semana do qualifying de Roland-Garros (foi criado com o objetivo de dar mais uma oportunidade de competição aos que não conseguiram chegar ao torneio do Grand Slam francês), razão pela qual a presença de tenistas do top 200 é quase inexistente. Na semana anterior, no entanto, serão vários os jogadores entre os 200 primeiros a disputar o ATP Challenger 125 do Jamor, entre os quais sete (!) tenistas do top 100.

A seguir a Mathias Bourgue, surgem nos lugares de cabeças de série Felipe Meligeni Rodrigues Alves (234.º), Borna Gojo (238.º), Nicola Kuhn (251º), Hiroki Moriya (262.º), Tung-Lin Wu (266.º), Julian Lenz (274.º) e Roberto Quiroz (278.º). O ex-número um mundial de juniores ChunHsin Tseng é o nono classificado, seguido da nova promessa do ténis espanhol, Carlos Gimeno Valero, e ainda de Pedro Cachin, que derrotou Nuno Borges na final do segundo torneio Challenger no Jamor.

Total
5
Shares
Total
5
Share