Francisca Jorge travada na segunda ronda do Oeiras Ladies Open

Sara Falcão/FPT

OEIRAS — Terminou esta quinta-feira a prestação de Francisca Jorge no quadro principal de singulares do Oeiras Ladies Open, com a número um portuguesa e 464.ª WTA a vender cara a derrota para uma das cabeças de série na segunda ronda do ITF de 60.000 dólares.

Depois de levar a melhor sobre uma ex-top 100 na eliminatória inaugural, a jovem vimaranense de 20 anos esteve perto de voltar a surpreender, mas consentiu a recuperação à ucraniana Daria Snigur (197.ª WTA e 11.ª pré-designada), que venceu por 5-7, 6-1 e 6-4 após 2h23.

O encontro desta quinta-feira não começou bem para Francisca Jorge, que venceu apenas um dos seis jogos inaugurais, mas a jogadora portuguesa virou o encontro quando o primeiro parcial parecia resolvido e com seis jogos consecutivos passou para a frente do marcador.

No segundo set, a tenista do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis esteve perto de fazer o primeiro break, mas não conseguiu concretizar a primeira oportunidade e Snigur — que há dois anos foi número dois mundial de juniores — puxou da experiência para ganhar o jogo seguinte no serviço de Francisca Jorge. No entanto, ainda houve tempo para mais uma recuperação da melhor tenista portuguesa da atualidade, que retaliou para se colocar a dois jogos da vitória, mas sofreu o contra break de imediato e deixou fugir a oportunidade de fechar o encontro em duas partidas.

Uma vez igualado, o encontro tendeu por completo para o lado da ucraniana, que aproveitou a quebra física de Francisca Jorge — que precisou de ser assistida na zona abdominal — para agarrar a liderança e caminhar com mais tranquilidade para a vitória.

Com este resultado, que se seguiu ao desaire de Elizabet Hamaliy logo pela manhã, a representação portuguesa no Oeiras Ladies Open fica reduzida à variante de pares, com três duplas: Matilde Jorge/Maria Santos, Francisca Jorge/Inês Murta e Elizabet Hamaliy/Ana Filipa Santos.

Total
2
Shares
Total
2
Share