Contente e aliviada, Francisca Jorge já pensa na segunda ronda: “Estou aqui para lutar pelo meu lugar”

Sara Falcão/FPT

OEIRASFrancisca Jorge sobreviveu a uma espécie de epopeia para somar a primeira vitória da carreira em torneios internacionais de 60.000 dólares e não escondeu o alívio por ter fechado o que na véspera ficou por concluir, mas foi rápida a alterar o foco para a segunda ronda que, caso as condições climatéricas permitam, será jogada ainda esta quarta-feira.

“Estou aliviada, porque ontem foi um dia longo e pesado com um jogo difícil e mudanças drásticas. Depois de conseguir o 3-1 sabia que hoje tinha de entrar a matar e acabar o jogo o mais rápido possível para não demorar muito e não stressar e acho que tirei proveito dessa motivação de querer acabar o jogo e passar a primeira ronda para ter mais uma oportunidade de jogar com jogadoras que em teoria são de um nível acima. Mas estou aqui para lutar pelo meu lugar e agora que venha o próximo jogo”, revelou, entre sorrisos, numa breve conversa após derrotar a ex-top 100 Richel Hogenkamp, por 6-1, 3-6 e 6-2.

Sobre os quatro jogos realizados esta quarta-feira, Francisca Jorge fez um balanço positivo: “Acho que hoje estive bem. Ela parecia não estar tão ativa nem tão motivada, mas eu mantive-me fiel à minha tática e tentei ser agressiva. Apesar da bola dela estar mais lenta e não ajudar muito ao meu plano, tentei manter-me concentrada para tirar proveito disso e acabar o jogo ali. Estive bem, mas hoje ainda jogo mais uma vez e agora é pensar nisso, não me quero exaltar muito para me focar já no próximo.”

Se as condições climatéricas o permitirem — entretanto a chuva voltou ao Complexo Desportivo do Jamor —, Francisca Jorge defrontará a 11.ª cabeça de série, Daria Snigur (197.ª WTA), ainda esta quarta-feira.

Total
1
Shares
Total
1
Share