Jamor recebe dois torneios Challenger ATP em terra batida

Centralito, Jamor

Quatro anos depois, o ténis profissional vai regressar ao Complexo Desportivo do Jamor, em Oeiras, e logo a dobrar, com a Federação Portuguesa de Ténis a organizar dois torneios do ATP Challenger Tour na terra batida do histórico complexo, de 28 de março a 11 de abril.

A informação foi confirmada ao Raquetc por Vasco Costa, presidente da Federação Portuguesa de Ténis: “Tendo em conta a qualidade organizativa que demonstrámos nos últimos torneios, a ATP convidou-nos a organizar, com bastante apoio, dois torneios da nova categoria, os Challengers 50, que têm 31.440 euros em prémios monetários.”

A nova categoria do circuito secundário masculino começou a ser considerada em 2019 e foi lançada em 2020, mas devido à pandemia de covid-19 só agora começa a ser posta em prática.

O objetivo, como salientou o responsável federativo, é “responder ao ‘vazio’ que havia entre os torneios ITF masculinos, de 15.000 e 25.000 dólares, e os primeiros Challengers” e encaixa na perfeição numa das necessidades do ténis português.

“Para o ténis português e para os nossos jogadores é bom organizarmos dois torneios desta categoria, porque temos vários tenistas que os podem jogar e tirar proveito das duas semanas para somarem pontos importantes e subirem na classificação”, explicou Vasco Costa.

Enquanto num ITF de 15.000 dólares o campeão conquista 10 pontos e num ITF de 25.000 dólares soma 20 pontos, nos ATP Challenger 50 estão em jogo significativos 50 pontos, que fazem a ponte entre o escalão mais alto do circuito masculino ITF e a categoria mais baixa até agora disponível no ATP Challenger Tour (80 pontos, atribuídos por exemplo nos Challengers de Lisboa e da Maia em 2020).

Os dois Challengers do Jamor/Oeiras vão marcar o regresso do ténis internacional ao mais alto nível ao complexo, que recebeu pela última vez um torneio internacional profissional em setembro de 2017, quando a seleção portuguesa recebeu a Alemanha no play-off de acesso ao Grupo Mundial da Taça Davis.

Em fevereiro de 2020, a Federação Portuguesa de Ténis anunciou a realização de um torneio internacional feminino de 15.000 dólares no mesmo local, entre os dias 6 e 12 de abril, mas a pandemia levou ao cancelamento do evento.

Agora, o ténis internacional vai mesmo regressar ao histórico recinto que entre 1990 e 2014 serviu de palco, entre outros, ao Estoril Open/Portugal Open. No que diz respeito ao ATP Challenger Tour, será a primeira vez desde 1989 que o Jamor acolherá torneios deste circuito.

Os dois torneios serão organizados de acordo com as orientações definidas pela Direção-Geral da Saúde, que atualmente e de acordo com o decreto em vigor apenas permite “a realização de torneios equiparados à primeira divisão/profissionais e competições internacionais.”

Total
40
Shares
Total
40
Share