João Sousa falha o Australian Open apesar de já ter superado a covid-19

João Sousa confirmou, este sábado, a notícia dos últimos dias: testou positivo à covid-19 em Barcelona, durante a preparação para os primeiros torneios da época, e apesar de já estar recuperado não conseguirá disputar o Australian Open.

“É com muita tristeza que vos dou a conhecer que não poderei viajar para a Austrália este ano. Testei positivo à covid-19 na véspera da minha viagem e desde então tenho estado em confinamento e em contacto com a organização do Australian Open na procura de uma solução que acabou por não acontecer”, escreveu o português de 31 anos nas redes sociais, confirmando a notícia que tinha sido adiantada por aquele que seria o seu parceiro de pares em Melbourne, Rohan Bopanna.

“Apesar de já estar a testar negativo e sem sintomas, as medidas estritas do governo Australiano não permitem a minha entrada no país”, acrescentou João Sousa, que se junta a Alejandro Davidovich Fokina e Andy Murray no grupo de jogadores que, apesar de terem superado o vírus, não poderão jogar o primeiro Grand Slam de 2021 devido às medidas de segurança da Austrália.

O Australian Open de 2021 será o primeiro torneio do Grand Slam no qual João Sousa não estará presente desde Roland Garros 2011. Desde aí, foram 37 presenças seguidas em “Majors” e 28 quadros principais consecutivos, uma série que remontava a Wimbledon 2013.

Para o ténis português, a desistência do “Conquistador” significa que ainda não será desta que o país contará com a participação de três jogadores no mesmo quadro principal de singulares, feito inédito que tinha ficado selado com o apuramento de Frederico Silva (Pedro Sousa entrou diretamente, tal como João Sousa). Não deixa de ser, no entanto, a primeira vez que três lusos se colocaram nessa posição.

Impedido de jogar na Austrália, João Sousa vai, ao que tudo indica, seguir o “plano B” e jogar o torneio Challenger de Antália, na Turquia, na mesma semana (1 a 7 de fevereiro). A confirmar-se este cenário, será a primeira vez desde julho de 2013 que o português joga no circuito secundário. Na altura, despediu-se com o quinto título da carreira e logo em casa, em Guimarães. Desta vez, será o primeiro cabeça de série.

Total
6
Shares
Total
6
Share