Nuno Borges também elimina cabeça de série no Vale do Lobo Open

VALE DO LOBO — Depois de Tiago Cação, também Nuno Borges selou o apuramento para a segunda eliminatória do quadro principal de singulares do Vale do Lobo Open ao passar por um cabeça de série.

No regresso ao circuito ITF depois de uma passagem bem sucedida pelo Lisboa Belém Open, onde somou a melhor vitória da carreira, o tenista maiato derrotou o norte-americano Alexander Ritschard (301.º e quarto cabeça de série) por 6-4 e 5-4, com o adversário a desistir a três pontos do final de um encontro que estava praticamente resolvido.

Cada vez mais próximo de estabelecer um novo máximo de carreira no ranking ATP (é o número 458 e em dezembro de 2018 foi 455.º), Borges arrancou de forma muito sólida e a vantagem (4-0) que construiu logo de início tornou quase impossível a recuperação de Rischard, que apesar de ainda ter ganho algum terreno não a conseguiu consumar.

No segundo set o andamento do encontro foi diferente, com o norte-americano a estar sempre por cima, mas sem quebras de serviço, até que ao nono jogo o tenista português conseguiu fazer a moça que colocou um ponto final na discussão.

A vitória desta terça-feira na Vale do Lobo Tennis Academy — um palco onde já tinha brilhado no regresso pós-confinamento, ao derrotar Gastão Elias e João Sousa a caminho do primeiro de três títulos em quatro torneios organizados pela Federação Portuguesa de Ténis — foi a 22.ª de Nuno Borges na temporada de 2020 só no que diz respeito a encontros do circuito internacional (soma apenas quatro derrotas).

Com o acesso à segunda ronda selado, o atleta da Escola de Ténis da Maia — que esta semana está acompanhado pela equipa do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis — terá de aguardar pela conclusão do duelo entre o colombiano Nicolas Barrientos (786.º) e o italiano Raul Brancaccio (390.º) para conhecer o próximo adversário.

Total
9
Shares
Total
9
Share