João Sousa desiste lesionado em plena segunda ronda do qualifying em Antuérpia

A temporada de 2020 continua a não correr bem a João Sousa, que esta segunda-feira se viu forçado a desistir em pleno encontro da segunda e última ronda do qualifying no ATP 250 de Antuérpia, na Bélgica.

Depois de um ano a contas com uma lesão resultante de uma fratura de esforço no pé esquerdo, o melhor tenista português de todos os tempos tem uma tendinite no antebraço direito e o agravamento das dores impediu-o de continuar o encontro com o finlandês Emil Ruusuvuori (103.º), um dia depois de ainda ter conseguido vencer o ex-top 20 Andreas Seppi (102.º ATP).

Como explicou o treinador, Frederico Marques, à agência Lusa, “a dor muito forte, que realmente não possibilitava que o João fizesse força e agarrasse bem o cabo da raquete quer para responder, quer para servir, como para bater outras pancadas, resulta de uma tendinite no antebraço.”

Pela frente, a dupla tem um período de “pelo menos 10 dias” de recuperação com “descanso total” do braço, pelo que aproveitará para “treinar outros aspetos físicos, nomeadamente da cintura para baixo”

Atualizada com declarações de Frederico Marques à agência Lusa.

Total
2
Shares
Total
2
Share