João Sousa: “Há muitos meses que não competíamos, por isso é bom desfrutar das vitórias”

Beatriz Ruivo/FPT

LISBOA — Já com três vitórias “no bolso”, João Sousa vai jogar a final do torneio do Circuito Sénior FPT que está a acontecer no Lisboa Racket Centre. O apuramento foi conseguido frente a um jovem conterrâneo e a exibição deixou o melhor tenista português de todos os tempos satisfeito.

“Hoje foi mais um bom encontro. Sabia que o Luís ia entrar muito motivado, somos os dois de Guimarães e sabia que ele ia jogar muito solto porque não tinha nada a perder. Fizemos os dois um bom encontro, no final dos dois sets eu consegui jogar melhor e elevar o nível e essa foi a grande diferença. Obviamente ele não tinha nada a perder e fez um bom jogo, mas nos momentos decisivos consegui jogar um bocadinho melhor e acabei por vencer”, considerou na entrevista em direto à Sport TV.

Apesar de estar em Lisboa para ganhar, João Sousa definiu como objetivo principal para este regresso à competição em solo português “competir e competir bem” — e está satisfeito com a evolução que tem deixado evidente ao longo dos últimos dias: “A verdade é que, comparado com a primeira semana, esta semana estou a competir muitíssimo bem. Mesmo com as condições mais adversas, a nível mental estou a evoluir bastante.”

Entre a paralisação dos circuitos internacionais e a retoma do ténis competitivo em Portugal passaram-se mais de três meses, razão pela qual o número um português disse que “é bom poder desfrutar destas vitórias.”

Sobre o adversário que deixou pelo caminho, o conterrâneo Luís Faria (20 anos), João Sousa só teve elogios a dizer: “Já tínhamos treinado juntos, mas ele ainda era muito jovem. Foi há cinco ou seis anos e não sabia que ele tinha evoluído tanto. É um excelente jogador. Se trabalhar pode chegar longe no ténis, tem um bom futuro. Não o conheço muito bem, mas pelo que conheço é um excelente ‘miúdo’, toda a gente gosta dele.”

Total
6
Shares
Total
6
Share