Caos instalado: jogadores souberam do adiamento de Roland Garros pelas redes sociais

Com um só anúncio, o mundo do ténis ficou ainda mais baralhado: a Federação Francesa de Ténis decidiu-se pelo adiamento de Roland Garros, que passa de maio para setembro e em catapulta ultrapassa vários torneios de preparação e atropela outros que já estavam marcados para a nova data. E no meio de toda esta situação os jogadores só souberam… Pelas redes sociais.

Numa gestão de situação que devia surpreender mas já não surge como novidade — afinal, têm sido vários os casos em que os jogadores se manifestam no Twitter e outras redes para dar conta de que não foram consultados antes de uma grande decisão ser tomada — até o Conselho de Jogadores da ATP ficou por informar: “Isto é uma loucura. Um anúncio importantíssimo de Roland Garros ao mudar as datas para uma semana depois do US Open e não houve comunicação com os jogadores ou a ATP. Não temos NADA a dizer neste desporto, está na altura”, queixou-se Vasek Pospisil.

A mensagem do canadiano, que faz parte do restrito grupo de jogadores que são é chamado a tomar grandes decisões no circuito masculino, não deixa margem para dúvidas: esta foi uma decisão tomada de forma unilateral pela Federação Francesa de Ténis, de tal forma que a ATP e a WTA — responsáveis pela gestão de todos os torneios dos circuitos masculino e feminino à exceção dos quatro Grand Slams — prometeram emitir um comunicado conjunto na quarta-feira.

Naomi Osaka, Stan Wawrinka, Diego Schwartzman, Donna Vekic e Jamie Murray foram outros dos jogadores que, entretanto, se mostraram estupefactos com o anúncio do adiamento de Roland Garros.

E agora resta… Esperar.

Esperar pela ATP e a WTA, que terão de decidir de que forma organizam os seus calendários — o que é que acontece aos torneios de terra batida que continuam de pé (o Millennium Estoril Open é um deles)? E aos que se seguiam, nomeadamente os que coincidem com as novas datas de Roland Garros?

E esperar pela própria Federação Internacional de Ténis (ITF) para se saber se Wimbledon e o US Open se mantêm nas datas previstas. A confirmar-se, seria a primeira vez que três torneios do Grand Slam se realizam num período de tempo tão curto…

Total
4
Shares
Total
4
Share