Pedro Sousa fecha eliminatória entre Portugal e Lituânia com a 10.ª vitória na Taça Davis

Final feliz para a viagem da seleção nacional masculina a Siauliai: já com a eliminatória resolvida, Pedro Sousa (110.º ATP) regressou ao court para somar o segundo triunfo do dia — este em singulares — e dilatar a vantagem de Portugal frente à Lituânia. Segue-se o Grupo Mundial I da Taça Davis, em setembro.

Depois de unir esforços com João Sousa para somar a vitória decisiva, Pedro Sousa foi chamado pelo capitão Rui Machado para o derradeiro encontro de singulares e impôs-se a Laurynas Grigelis (497.º) com os parciais de 7-6(5), 5-7 e 10-3 num terceiro set em forma de match tie-break.

Foi o 10.º triunfo de Pedro Sousa em encontros de singulares por Portugal na Taça Davis e marcou o regresso aos triunfos em piso rápido para o tenista lisboeta de 31 anos, que já não triunfava nesta superfície desde março de 2017 e opta por competir quase sempre em terra batida.

Mais vitórias por Portugal em singulares (mínimo de 10):

25 – João Sousa, João Cunha e Silva
21 – Nuno Marques
18 – Fred Gil
16 – Rui Machado
11 – Emanuel Couto
10 – Pedro Sousa, Bernardo Mota

Com duas vitórias na sexta-feira e duas no sábado, Portugal fecha da melhor forma possível a eliminatória com a Lituânia (o quinto encontro não será jogado) e segue para o Grupo Mundial I da Taça Davis, em setembro, que surgiu das mais recentes reformulações ao formato da competição para ocupar o lugar dos antigos grupos por regiões — no caso de Portugal, a zona euro-africana do Grupo I.

Essa eliminatória única está marcada para setembro e dá acesso às Davis Cup Qualifiers (a ronda de acesso às Davis Cup Finals), colocando frente a frente as equipas que venceram o play-off deste fim de semana (caso de Portugal) e as que perderam na eliminatória de qualificação para a fase final.

Total
1
Shares
Total
1
Share