Qualidade do ar “crítica” preocupa a poucas horas do começo do Australian Open

Stephanie Ferrier

A organização do Australian Open garantiu que o primeiro torneio do Grand Slam da temporada vai decorrer “sem atrasos”. No entanto, a poucas horas do arranque dos encontros que inauguram a fase de qualificação, a cidade de Melbourne vive um cenário preocupante.

Literalmente de um dia para o outro, a qualidade do ar passou de “boa” para “perigosa”. Durante a noite, Melbourne chegou a ser descrita como “a segunda cidade com pior qualidade de ar em todo o mundo” — cenário atestado pelas dezenas de partilhas de fotografias nas redes sociais — e o nascer do sol não melhorou a situação.

No Twitter, o jornalista Stuart Fraser, do The Times, partilhou um vídeo em que é visível a o fumo que “acordou” a cidade de Melbourne e que chega um pouco de todo o país, que há três meses sofre com os incêndios gravíssimos que já vitimaram dezenas de pessoas e um bilião de animais.

Os primeiros encontros do qualifying do Australian Open têm início marcado para as 10h locais (23h desta segunda-feira em Portugal Continental) e a jogo no primeiro dia vão os três portugueses que estão em prova: Pedro Sousa, João Domingues e Frederico Silva.

Total
6
Shares
Total
6
Share