Organização do Australian Open tem plano de contingência devido aos incêndios e não espera atrasos

Nota da redação: a imagem foi captada durante uma das sessões noturnas de edições anteriores e representa exclusivamente o pôr do sol, não o cenário dantesco que a Austrália vive devido aos incêndios devastadores.

O continente oceânico e a Austrália em particular vivem meses negros devido aos incêndios que lavram há vários meses e já vitimaram dezenas de pessoas e meio bilião de animais mas os responsáveis pelo Australian Open acreditam que será possível avançar com o torneio sem percalços de maior.

Apesar de nos últimos dias terem sido partilhados nas redes sociais vários vídeos que demonstram que o fumo dos incêndios já chegou aos arredores de Melbourne Park (onde se realiza o torneio), a organização do primeiro Grand Slam do ano continua confiante. “Não esperamos qualquer tipo de atrasos e já implementamos medidas adicionais para garantir que o torneio decorrerá de forma normal”, garantiu o diretor Craig Tiley citado pela BBC.

“Vamos ter especialistas em meteorologia e da qualidade do ar no terreno a analisar toda a informação ao minuto que tivermos disponíveis e como sempre trabalharemos de perto com todo o pessoal médico e restantes especialistas que conhecemos”, acrescentou, garantindo que “como sempre, a saúde e segurança dos nossos jogadores, bem como do staff e dos espetadores é a nossa prioridade.”

No pior dos cenários, a organização diz que poderá fechar as coberturas dos três courts principais — condições únicas entre os torneios do Grand Slam — e aumentar o número de encontros a acontecer em cada uma das “arenas”, bem como recorrer aos oito courts indoor (que são utilizados para as sessões de treino e não têm condições para receber espetadores) se for extremamente necessário.

O primeiro serviço em Melbourne Park é feito já na próxima semana, a 14 de janeiro, com os encontros da fase de qualificação. A ação relativa aos quadros principais está reservada para dia 20, segunda-feira.

Esta semana, a temporada do circuito masculino arrancou em Perth (a cidade mais distante do epicentro dos incêndios), Sydney e Brisbane, onde apesar dos receios ainda não foi necessário interromper a ação.

Total
4
Shares
Total
4
Share