Thiem regressa ao ATP Finals com terceira vitória do ano sobre Federer

Melhor era impossível: Dominic Thiem entrou no Nitto ATP Finals com uma vitória sobre Roger Federer, um passo importante para ter uma palavra a dizer num grupo em que também está (o já líder) Novak Djokovic.

Ainda à procura da primeira presença nas meias-finais do torneio que reúne os melhores jogadores da temporada, o tenista austríaco contou com uma exibição praticamente perfeita para derrotar o recordista de títulos em duas partidas, por 7-5 e 7-5, em condições de jogo que teoricamente seriam muito mais favoráveis a Federer — sobretudo porque o próprio admitiu, na antevisão ao torneio, que este ano estão bem mais rápidas em relação às edições anteriores.

Foi a terceira vitória de Thiem sobre Federer em 2019, ele que já tinha derrotado o helvético na final do Masters 1000 de Indian Wells e nos quartos de final do Masters 1000 de Madrid (em ambos os casos depois de perder a primeira partida).

Com este triunfo, que ganha ainda mais importância por ser em sets diretos (na fase de grupos todos os detalhes contam…) Dominic Thiem cola-se a Novak Djokovic no topo do Grupo Bjorn Borg. O sérvio sai do primeiro dia como líder pela diferença de jogos perdidos graças a uma exibição praticamente imaculada frente a um Matteo Berrettini muito nervoso e, sobretudo, pouco inspirado no duelo que ditou o arranque da competição de singulares.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."