Nadal vs. Djokovic ou as contas da liderança do ranking no final da época

Facto número 1: esta segunda-feira, Rafael Nadal regressou ao primeiro lugar do ranking ATP pela primeira vez nos últimos 365 dias.

Facto número 2: o espanhol é quem parte em melhor posição para terminar o ano no topo, mas Novak Djokovic também tem hipóteses reais.

Facto número 3: a questão podia ter ficado resolvida em Paris, mas o sérvio fez questão de “adoçar” a competição no Nitto ATP Finals e por isso estas são as contas em torno da liderança no final da época.

Nadal e Djokovic vão partir para o último torneio da época com uma diferença de 640 pontos e independentemente do que o espanhol faça há uma premissa incontornável: Djokovic terá sempre de chegar à final com pelo menos duas vitórias na fase de grupos para o poder ultrapassar. E caso Nadal ganhe dois encontros na fase de grupos, o sérvio já fica obrigado a ganhar o título (se o espanhol continuar a vencer então fica afastado da corrida).

Em jogo, para além do título no torneio mais prestigiado do calendário ATP, estão vários registos históricos: Novak Djokovic quer igualar Roger Federer no topo da lista de jogadores com mais vitórias no Finals (6) e Pete Sampras como o jogador com mais temporadas terminadas como número 1 (6); Rafael Nadal persegue o primeiro título no Masters do final do ano e a quinta temporada encerrada como líder da classificação (igualaria o suíço, o sérvio e Jimmy Connors e deixaria para trás John McEnroe e Ivan Lendl).

Pontos em jogo no Nitto ATP Finals:

  • 200 por cada vitória na fase de grupos
  • 400 pela vitória nas meias-finais
  • 500 pela vitória na final
    • Campeão invicto: 1.500 pontos
    • Campeão com duas vitórias na fase de grupos: 1.300
    • Campeão com uma vitória na fase de grupos: 1.100
Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."