Frederico Silva alcança o melhor ranking da carreira uma semana depois da vitória em Tavira

No dia em que entrou com uma vitória no Challenger de Ningbo, na China, Frederico Silva teve mais razões para celebrar: o número quatro nacional atingiu a melhor classificação da carreira no ranking ATP.

Com os pontos relativos à vitória no ITF de Tavira a entrarem finalmente nas contas do circuito masculino, o jogador caldense de 24 anos subiu 11 lugares para se fixar no 224.º posto da tabela classificativa.

Até ao momento, a melhor classificação de Frederico Silva datava da semana de 16 de maio de 2016, há três anos e meio, quando chegou ao 231.º posto.

Apesar da entrada no top 200 se tratar cada vez mais de uma questão de tempo, o tenista natural das Caldas da Rainha tem outro objetivo: conquistar pontos suficientes para ir pela primeira vez à Austrália disputar a fase de qualificação do primeiro Grand Slam da temporada (já lá esteve, mas para disputar o torneio júnior).

À frente de Frederico Silva na tabela da ATP estão João Sousa (64.º), Pedro Sousa (115.º) e João Domingues (185.º). Depois, surgem Gonçalo Oliveira (263.º) e Gastão Elias (376.º), o último português a integrar o top 400.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."