Zverev derrota Federer num encontro que teve de tudo um pouco e chega às “meias” em Xangai

A precisar desesperadamente de pontos que lhe permitam qualificar-se para o Nitto ATP Finals e tentar defender o título conquistado há um ano, Alexander Zverev encontrou a altura perfeita para o fazer: esta sexta-feira, derrotou Roger Federer por 6-3, 6-7(7) e 6-3 para chegar às meias-finais do ATP Masters 1000 de Xangai — as primeiras em torneios desta importância em 2019.

Num encontro que teve de tudo um pouco, o germânico até dispôs de várias oportunidades — cinco — para selar a vitória em dois sets. Mas Federer produziu o melhor ténis do encontro (e até da semana) quando se encontrou a perder por 5-6 e 0-40 no serviço do adversário e não só conseguiu recuperar o break de atraso nesse jogo como vencer o tie-break para adiar o desfecho do encontro.

Ao igualar o encontro, Roger Federer recolheu aos balneários e regressou mais fresco: o suíço não conseguiu causar moça ao serviço de Alexander Zverev, que depois de segurar de forma tranquila o jogo na sua pancada principal partiu para o break.

Num encontro que teve de tudo um pouco, o helvético envolveu-se numa discussão com o árbitro de cadeira — o espanhol Nacho Forcadell — quando este se esqueceu de o avisar da troca de bolas, aviso que normalmente serve para o número três do mundo trocar de raquetes no jogo anterior. Mais tarde, Federer recebeu um point penalty por “conduta antidesportiva” (abuso de bola) e a concentração nunca mais foi a mesma.

Com esta vitória, Alexander Zverev avança pela primeira vez em 2019 para as meias-finais de um ATP Masters 1000. Garantidos, o alemão de 22 anos tem já 360 pontos que o ajudam e muito a ganhar terreno na corrida ao Nitto ATP Finals, onde em 2018 se sagrou campeão.

Horas antes, Stefanos Tsitsipas já tinha protagonizado a maior surpresa da jornada ao afastar o número um mundial e campeão em título do torneio, Novak Djokovic. O grego vai defrontar Daniil Medvedev, enquanto Alexander Zverev terá de esperar para saber se joga com Matteo Berrettini ou Dominic Thiem.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."