Sorteio do Campeonato Nacional: final feminina de 2018 pode ser uma das meias-finais

Fotografia: Cirilo Vale

FUNCHAL — Uma hora depois do arranque da segunda jornada deu-se o sorteio dos quadros principais de singulares do Campeonato Nacional Absoluto/Taça Guilherme Pinto Basto, que se começam a jogar na segunda-feira.

Um ano depois de terem medido forças na grande final, Francisca Jorge (primeira cabeça de série e bicampeã em título) e Maria Inês Fonte (terceira) podem encontrar-se nas meias-finais caso ultrapassem os duelos de estreia — ficaram ambas isentas da primeira ronda, pelo que só entram em ação nos quartos de final. Tal como elas, também Mariana Enguiça não terá de disputar a eliminatória inaugural.

Na metade inferior do quadro estão Inês Murta (segunda pré-designada e vice-campeã das edições de 2014 e 2015) e Matilde Jorge (que aos 15 anos se prepara para disputar o Campeonato Nacional Absoluto pela segunda vez, ela que nas últimas semanas conquistou os títulos nos escalões de sub 18 e sub 16), que também só vão a jogo nos quartos de final.

Na competição masculina o principal candidato ao título é Frederico Gil —vencedor da prova em 2004, 2006 e 2007 e finalista vencido em 2005 e 2018 —, que na sua metade do quadro tem Fábio Coelho, Paulo Fernandes e João Guerra (respetivamente quarto, quinto e oitavo cabeças de série e também eles já apurados para os oitavos de final).

O sintrense tem um possível encontro inaugural com Daniel Batista, que recebeu um wild card para disputar o quadro principal e na primeira eliminatória jogará com um tenista proveniente da fase de qualificação.

O segundo cabeça de série chega de Peniche: Tiago Cação tem a seu cargo o estatuto e nos oitavos de final aguarda pelo vencedor de um encontro que vai colocar frente a frente dois qualifiers. Na metade inferior do quadro, e também na segunda ronda, estão José Ricardo Nunes (terceiro pré-designado), Manuel Gonçalves (sexto e recém consagrado campeão nacional de juniores) e Afonso Portugal (sétimo).

Francisco Cabral, vice-campeão em 2015 e 2016 e merecedor do outro convite que foi entregue pela organização da prova rainha do ténis nacional, defronta Illia Stoliar.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."